Tupã perde convênio de R$ 292,5 milTupã perde convênio de R$ 292,5 mil

Geral


A Prefeitura de Tupã, na gestão do então prefeito Waldemir Lopes (PSDB), firmou convênio com o MInistério do Turismo, em 30 de dezembro de 2008, para reurbanizar os trevos municipais, com referência ao título de estância turística.
O convênio foi publicado no dia 8 de janeiro de 2009, após a reeleição de Lopes, que cumpria seu segundo mandato como chefe do Poder Executivo tupãense.
Em quatro anos de administração, Lopes não conseguiu executar o projeto, que teve prazo de vigência vencido no dia 30 de junho de 2016, durante a gestão do então prefeito Manoel Gaspar (MDB).
O convênio foi avaliado em R$ 292,5 mil, com valor de contrapartida municipal estimado em R$ 163.877,74.
Em oito anos de vigência do contrato, a Prefeitura de Tupã executou 21,59% das obras com serviços iniciais. De acordo com o Portal da Transparência do governo federal, a liberação de R$ 63.150,75 aconteceu no dia 30 de setembro de 2011.
A obra é mais um projeto prometido aos tupãenses que sempre se deparam com o anúncio de obras que, em sua maioria, não são concluídas, ou nem mesmo chegam a sair do papel, onerando os cofres públicos e trazendo prejuízo aos contribuintes.

O projeto
Naquela época, a Secretaria Municipal de Planejamento e Infraestrutura elaborou o projeto para o trevo principal, que previa a regularização do terreno, com a retirada de terra inservível e implantação de terra adubada para o plantio de novas espécies, apropriadas para aquele espaço.
O trevo principal  possui uma área de 39 mil metros quadrados. Com o projeto, a prefeitura pretendia valorizar o aspecto visual do trevo principal da estância turística e chamar a atenção dos milhares de motoristas que utilizam a Rodovia “Comandante João Ribeiro de Barros”, a SP-294.
O objetivo era deixar o local mais bonito, iluminado e seguro para a população. Até porque, a reclamação com relação ao trevo principal é antiga.

A implantação de um projeto paisagístico naquele espaço, que é a maior vitrine da estância turística, considerando que milhares de carros passam pelo local todos os dias, sempre foi cobrada pela população.

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias