Sindpesp entrega relatório sobre sucateamento da Polícia Civil

Geral


A Polícia Civil de São Paulo conta com um déficit que chega a 33%. Com isso, os policiais trabalham diariamente com sobrecarga e acúmulo de funções, recebendo o pior salário pago a um policial civil no Brasil.
Pela primeira vez desde 2017, quando o Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Sindpesp) começou a publicar os dados do Defasômetro, o número de cargos ocupados na Polícia Civil está abaixo de 28 mil profissionais. Em julho deste ano, o efetivo era de 27.950 profissionais, quando a lei estabelece um quadro de 41.912.
O Sindpesp visitou todos os Deinters do Estado, ouviu os policiais e a sociedade e elaborou um relatório para entregar ao governador.
Neste documento, estão relacionados os problemas que foram causados por anos de negligência e descaso com a segurança pública, pelos governos anteriores. “Esperamos que o governador aceite este relatório e implemente medidas para sanar esses problemas. A Polícia Civil precisa ter condições para desenvolver sua função constitucional com inteligência e a sociedade merece uma segurança pública de qualidade”, afirmou a presidente do Sindpesp, Raquel Kobashi Gallinati.

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias

publicidade