Santos goleou Vasco da Gama no Maracanã; Palmeiras venceu e Corinthians e São Paulo empataram no Br

Esportes


O SANTOS, com Gabriel Gabigol inspirado, alcançou sua terceira vitória consecutiva na 22.ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro no sábado, às 19 horas, no Estádio do Maracanã. O time santista, comandado pelo técnico Alexi Stival “Cuca”, contou com três gols do atacante na goleada imposta ao CR Vasco da Gama por 3 a 0, e se distanciou da zona de rebaixamento.
O Peixe abriu a contagem logo aos 4 minutos. O Vasco da Gama equilibrou as ações e chegou a ditar o ritmo da partida durante algum tempo, mas não conseguiu criar chances de gol.
Aos cinco minutos do segundo tempo quase o Santos ampliou com o uruguaio Carlos Sánchez, que cabeceou e a bola caprichosamente tocou na trave. O time alvinegro de Vila Belmiro voltou aceso na partida e anotou 2 a 0 aos 21 minutos. E, em seguida, aos 36', em boa jogada do paraguaio Derlis González, o atacante Gabigol fez o terceiro gol, se igualando a Pedro, do Fluminense, como artilheiro do Campeonato Brasileiro com 10 gols. Com 33.646 presentes no Maracanã, o Vasco da Gama acabou novamente vaiado. A renda atingiu a R$ 871.670,00.
O PALMEIRAS, contabilizando alguns desfalques no time, enfrentou a Chapecoense, ontem, às 19 horas, na Arena Condá, em Cha-pecó, e venceu por 2 a 1.
A partida começou num perde e ganha em campo, sem a criação de jogadas para as finalizações. Melhor tecnicamente no primeiro tempo, o Palmeiras teve chance aos 7 minutos, quando Felipe Melo cabeceou a bola na trave, após cruzamento na área adversária. Aos 13', Bruno Silva arrematou e o goleiro Weverson defendeu. Em seguida, aos 14', o garoto Hyoran, de cabeça, num lançamento de Felipe Melo, fez 1 a 0 para o Verdão.
O atacante Leandro Pereira, ex-palmeirense, ameaçou a meta do Palmeiras aos 24 minutos, chutando rente à trave depois de cobrança de escanteio. Wilian ‘’Bigode” exigiu firme defesa do goleiro Jandrei aos 20'. Eduardo, do time da casa, tentou resolver sozinho e finalizou para fora aos 35', quando tinha Osman livre para receber o passe. O lateral alviverde  Victor Luís chutou forte aos 43 minutos e o goleiro Jandrei praticou boa defesa a escanteio.
No segundo tempo, logo aos 6 minutos o Palmeiras anotou 2 a 0 numa tabelinha perfeita entre Hyoran e Miguel Borja, com o centroavante colombiano concluindo para as redes.
O time de Chapecó fez gol aos 16 minutos com o zagueiro Rafael Thyere, desviando a bola de cabeça em cobrança de escanteio: 2 a 1.
A Chapecoense insistiu no ataque em busca do empate. Agustin Doffo perdeu gol certo ao finalizar para fora aos 36 minutos. O Palmeiras se postou bem na defesa e garantiu a sexta  vitória do técnico Luiz Felipe Scolari no comando do Verdão. Apenas 4.546 torcedores presenciaram o jogo.
O CORINTHIANS, no dia do seu 108.º aniversário, esperava mostrar força após a queda na Taça Libertadores da América, mas não conseguiu reagir após sofrer o empate do Atlético Mineiro no sábado, às 21 horas, na Arena Itaquerão, terminando o duelo em 1 a 1.
Com um gol do jovem atacante Pedrinho aos 19 minutos e outro do lateral esquerdo Fábio Santos, batendo pênalti aos 36', ambos no primeiro tempo, o Timão mais uma vez perdeu pontos importantes dentro de casa (são cinco empates e uma derrota) principalmente diante de um rival direto na briga pelo G-6.
Tendo dificuldade de atuar sem diversos titulares, já que o técnico Osmar Loss perdeu Fágner e Pedro Henrique, machucados, Douglas, suspenso, e ainda resolveu poupar Cássio, Henrique e Jadson, o Timão só conseguiu construir jogadas em vacilos do adversário. A renda foi de R$ 1.059.954,90, com 29.371 pagantes.
O SÃO PAULO não venceu, mas os 49.348 torcedores que foram ao Estádio do Morumbi ontem, às 16 horas, saíram de lá orgulhosos de seu time. Jogando com um a menos desde os 34 minutos do primeiro tempo com a expulsão de Diego Souza, a equipe dirigida pelo técnico uruguaio Diego Aguirre saiu atrás diante do Fluminense com um gol contra do zagueiro Anderson Martins, de cabeça, aos 8 minutos do segundo tempo, mas buscou o 1 a 1 na base da garra e do oportunismo de dois reservas que foram decisivos para manter a invencibilidade do tricolor paulista em seu estádio. O gol salvador foi de Santiago Trélez, de cabeça, aos 26 minutos da etapa final, aproveitando cruzamento perfeito de Régis.
O jogo foi equilibrado no primeiro tempo. Na etapa complementar o Fluminense se soltou mais em campo, mas o São Paulo melhorou com as entradas de Trélez e Régis. Aos 41 minutos, Richard deu passe de calcanhar e deixou Matheus Alessandro na cara do gol. O atacante do Fluminense bateu cruzado e acertou a trave. No rebote, Dodi finalizou, mas o zagueiro Anderson Martins se redimiu do gol contra e garantiu o empate no Morumbi. A renda atingiu a R$ 1.881.675,00.

OUTROS RESULTADOS

SÁBADO

Vitória da Bahia 1 x 
América Mineiro 0
Grêmio de Porto Alegre 4 x Botafogo 0

ONTEM

Flamengo 0 x Ceará 1
Sport Recife 1 x 
Paraná Clube 0
Atlético Paranaense 2 x Bahia 0
Cruzeiro 0 x Internacional de Porto Alegre 0

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias