Prefeitura não vai inaugurar novo espaço para o carnaval

Geral


A prefeitura, através da Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento Urbano, pretende entregar a obra da nova praça de uso múltiplo, ao lado do Estádio Municipal “Alonso Carvalho Braga”, na Avenida Tamoios com Rua Tapajós, ainda neste primeiro semestre, mas não há um prazo definido para isso. 
Nos últimos dias, a população presenciou um maior movimento no local. Equipes agilizam os serviços de construção. A intenção era inaugurar o espaço antes do carnaval, mas isso não será possível, considerando que faltam só dois dias para o início do “Tupã Folia”. 
Segundo o arquiteto Valentim Bigeschi, vários serviços já foram feitos. “A obra deu uma boa evoluída nos últimos dias, sendo desenvolvido o trabalho de pavimentação, finalização de gradis e corrimão, e início de preparação para a pintura, além da instalação elétrica. São serviços que estão sendo desenvolvidos”, citou. 
Ainda de acordo com o arquiteto, agora serão intensificados os trabalhos. “Também começou alguma coisa de paisagismo. A partir da semana que vem, após o carnaval, vamos intensificar a pavimentação interna, parte de revestimento (azulejo, sanitários), parte de pintura e também a continuação da instalação elétrica”, acrescentou.
 
Bigeschi destacou ainda que não será possível inaugurar a obra antes do carnaval. “A prefeitura estuda, talvez, liberar apenas parte da praça (o mirante localizado ao lado do portal), só para efeito de uma calçada maior. Se abrir, vai ser uma área de circulação maior para o público, mas não terá acesso para a praça do estádio e não vai ser usado para alimentação dentro do espaço ou sanitários”, alertou. 
 
Destaque
A nova praça de uso múltiplo promete ser uma grande novidade para Tupã e região. “Não há em toda região uma praça como essa. Essa praça tem um diferencial, porque são 2 níveis: sendo uma entrada pela Avenida Tamoios, e uma segunda 3 metros abaixo, acessada pela Tapajós ou pelo portal de entrada do estádio. O local é diferenciado, vai abrigar em torno de 10 espaços comerciais, o que dará maior rotativade. Além disso, possui concha acústica para pequenas manifestações artísticas e culturais”, destacou o arquiteto. 
De acordo com Valentim, no total serão 10 boxes: 2 para alimentação e 8 para lojas comerciais. 
Para concluir a obra, a prefeitura ainda depende de compra e entrega de materiais. Por isso, não há previsão para terminar. 

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias