Praça da Bandeira: Espaço terá apenas algumas adequações

Geral


Por cerca de 10 anos o prédio da Igreja Matriz de São Pedro recebeu obras de reforma interna, com melhorias em sua infraestrutura, pintura e adequações no prédio. A falta de recursos, resultado da crise econômica que o Brasil sofre nos últimos anos, impossibilitou a conclusão da reforma externa. 
Há cerca de um ano, o padre Carlos Roberto dos Santos iniciou campanha para arrecadação de fundos com o objetivo de iniciar a reforma externa do prédio. O pároco conseguiu apoio da comunidade católica para lançar a primeira etapa das obras, com a pintura externa. 
Os trabalhos foram concluídos recentemente, e o prédio da Igreja Matriz de São Pedro voltou a se tornar o novo “cartão de visitas” da estância. 
Mas a Igreja Matriz de São Pedro precisa ainda executar obras complementares, como adequação do projeto de acessibilidade e posteriormente o AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros). Para arrecadar os recursos necessários para o novo projeto, a paróquia mantém as campanhas e promoções com a comunidade. 
Outro trabalho que poderá embelezar ainda mais o prédio da Praça da Bandeira, é a reativação da fonte luminosa, que até o momento permanece sem uso. A prefeitura explicou que faz levantamento sobre os recursos que precisam ser investidos nesses locais, inclusive, em outras fontes e espelhos d’água na cidade, como as localizadas nas proximidades do PIT (Posto de Informações Turísticas), Praça Dom Bosco e Praça “Monsenhor Afonso Hafner”, na Vila Abarca. 

Investimentos

Com o término da Nippon Fest no último final de semana, a Praça da Bandeira se prepara para receber, agora, as atrações do Dia da Cidade, data que será comemorada no dia 12 de outubro, com a celebração dos 90 anos de Tupã. 
A prefeitura espera receber R$ 311 mil do DadeTur (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias Turísticas) para investir em novos trabalhos na Praça da Bandeira, como a reforma da fonte luminosa, implantação de iluminação, rampas para acessibilidade, construção de marquise, portal e espaço permanente para exposição de artesanato, sem o corte de árvores.

Com esse recurso que será utilizado na reforma da Praça da Bandeira, também haverá a criação da alameda do artesanato, para exposições permanentes. O projeto contempla a construção de uma laje, e adequações no PIT. 
A Secretaria Municipal de Cultura explicou que o PIT poderá receber melhorias no mês de outubro, em comemoração ao aniversário de 90 anos de Tupã. A proposta é decorar o espaço e oferecer novas ferramentas para informações turísticas. 
O secretário Municipal de Cultura, Douglas Gilhermon Gimenez, o “Duda”, explicou que até o final da semana a pasta poderá divulgar parte das atrações que acontecerão na Praça da Bandeira, durante o aniversário de 90 anos do município de Tupã.

Reforma completa

Vale destacar que as obras a serem feitas com os recursos prometidos serão apenas pequenas adequações. Um projeto de reforma completo, que teria custo bem maior, somente deverá ser efetivado depois de terminado o centro de eventos, no Parque das Nações Indígenas.

A proposta é retirar da Praça da Bandeira os principais eventos sediados no local, que contribuem para a sua deterioração. Não se sabe ainda se a ideia vai dar certo. Provavelmente, o grande público não deverá deslocar-se para além da pista da SP-294.

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias