Obras Macrodrenagem poderá ser retomada em novembro

Geral


A licitação para contratar a empresa que irá retomar as obras de macrodrenagem iniciadas em Tupã no mês de outubro de 2008, deverá acontecer nos próximos dois meses, segundo a previsão da secretária Municipal de Planejamento, Brenda Alves. “O projeto para as obras de ma-crodrenagem está em análise na Caixa Econômica Federal e pode ter mais pendências para serem corrigidas”, afirmou.
O projeto é analisado pela Givog (Gerência Executiva de Governo) da Caixa Econômica Federal, na cidade de Presidente Prudente. 
Segundo Brenda, o processo de troca de informações com a agência acontecerá até que as irregularidades constatadas no projeto sejam adequadas pela prefeitura. “Depois temos o processo licitatório, que deverá demorar cerca de dois meses. Depois será encaminhado para a Caixa analisar e liberar o início da obra”, disse a secretária, ao destacar que o custo da obra é de cerca de R$ 13 milhões.
 
Estima-se que, até o momento, a Prefeitura de Tupã tenha investido cerca de R$ 14 milhões nas obras. Vale lembrar que a prefeitura terá que investir ainda cerca de R$ 4,5 milhões como contrapartida. 
A prefeitura informou que uma empresa da cidade de Marília fez levantamentos para analisar a situação das obras de macrodrenagem no município. Caso a prefeitura não consiga terminar as obras neste ano, os recursos de cerca de R$ 25 milhões terão que ser devolvidos ao governo federal.
Durante a fiscalização, a empresa já constatou irregularidades na obra, que foi iniciada com a instalação dos serviços de microdrenagem, em vez da implantação do canal principal.

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias