Neste ano, Ambulatório já notificou 20 casos de Aids

Geral


A Prefeitura de Tupã, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, mantém o Ambulatório Municipal de Moléstias Infecciosas, que realiza desde ações preventivas, pela educadora em saúde, até o fechamento de diagnósticos, tratamento e assistência dos pacientes portadores de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs).
Para oferecer o atendimento adequado, conta com uma equipe multiprofissional capacitada, composta por médico, enfermeira, educadora, auxiliares de enfermagem, escriturária e auxiliar de limpeza.
De acordo com a enfermeira e coordenadora do Programa Municipal de IST/Aids e Hepatites Virais de Tupã, Anaille Virginia Genovez Michelotti, durante todo o ano, o ambulatório desenvolve ações educativas no município. “Através da realização de palestras, rodas de conversa e gincanas, buscamos levar o conhecimento sobre a prevenção para qualquer instituição que se interesse pelo tema. Para agendar visitas educativas, o telefone de contato é (14) 3491-5640”, disse.
Anaille explicou ainda que Tupã oferece outros serviços além de ações educativas, como profilaxia pós-exposição ao HIV (PEP), a distribuição de preservativos gratuitos, testagem e também disponibiliza o tratamento para pessoas diagnosticadas. “Nós somos referência na região e oferecemos atendimento a 16 municípios além de Tupã. Até o momento, no ano de 2019, foram notificados 20 casos de HIV, o que nos faz intensificar as ações para o cuidado e a prevenção da população”, finalizou.

Profilaxia 
pós-exposição 
ao HIV
É uma medida de prevenção à infecção pelo HIV, que consiste no uso de medicação em até 72 horas após qualquer situação em que exista risco de contato com o HIV, tais como violência sexual, relação sexual desprotegida (sem o uso de camisinha ou com rompimento da camisinha), acidente ocupacional (com instrumentos perfurocortantes ou contato direto com material biológico). 
Através de medicamentos antirretrovirais que agem evitando a sobrevivência e a multiplicação do HIV no organismo, a PEP é uma medida de emergência e por disso não deve ser substituta aos preservativos. O primeiro atendimento é realizado na Santa Casa de Tupã e as demais consultas acontecem no Ambulatório de Moléstias Infecciosas.

Preservativos
O preservativo, ou camisinha, é o método mais conhecido, acessível e eficaz para se prevenir da infecção pelo HIV e outras infecções sexualmente transmissíveis (IST), como a sífilis, a gonorreia e também alguns tipos de hepatites. Além disso, evita uma gravidez não planejada. Os preservativos são distribuídos gratuitamente em quaisquer unidades que prestam serviço público de saúde e instituições parceiras. 

Testagem
O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece gratuitamente testes para diagnóstico do HIV (o vírus causador da Aids), e também para triagem  de sífilis e das hepatites B e C. Existem, no Brasil, dois tipos de testes: os exames laboratoriais e os testes rápidos que devem ser procurados com regularidade ou em situações de risco.

Serviço

Mais informações podem ser obtidas no Ambulatório Municipal de Moléstias Infecciosas, que funciona de segunda à sexta-feira, das 7 às 17 horas, e está localizado na Rua Nhambiquaras, 432, ou pelo telefone (14) 3491-5640.

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias