MACRODRENAGEM: Temporada de chuva pode atrasar obra

Geral


A partir de agora, com as chuvas ocorrendo de forma mais regular, inclusive com maior intensidade, não será possível manter o ritmo de trabalho que vinha sendo implementado na macrodrenagem.
É possível ainda que sejam registrados temporais, o que poderá inclusive ocasionar danos nos trabalhos já realizados.
Aproveitando o período de estiagem, porém, a empresa conseguiu adiantar o cronograma. Na semana passada, inclusive, a Caixa Federal realizou a segunda medição do andamento da obra. De acordo com a Secretaria Municipal de Planejamento, a medição foi positiva.
O secretário Municipal de Planejamento, Obras e Trânsito, Valentim Bigeschi, explicou que a medição possibilita a liberação do pagamento para a continuidade das próximas etapas. Ele enfatizou que, deste modo, as obras poderão ser entregues sem atrasos. “O número ampliado de equipes, trabalhando em três frentes de serviço, possibilitou o andamento em ritmo acelerado. Estamos com previsão para a entrega da obra até março de 2020, caso não haja imprevisto, como por exemplo, períodos atípicos de chuva”, informou.
Valentim informou que as obras estão com andamento nos dois braços do Córrego Afonso XIII, com a execução das aduelas de concreto. Já na Vila Marajoara, estão sendo executadas obras do ramal de galerias de drenagens pluviais. “As galerias de drenagens pluviais estão sendo executadas na Vila Marajoara, e as obras estão seguindo rumo à Avenida Lélio Piza. Estas galerias são formadas por tubulações de 2m e 1,5m de diâmetro, que criarão o ramal principal do sistema de  captação e escoamento de água pluvial. “Desta forma, o trabalho em conjunto nos sistemas de canais e rede de escoamento em vias urbanas, fará com que a água seja captada e escoada de forma  adequada até o córrego”, informou.

O prefeito Caio parabenizou os trabalhos e salientou que as obras foram retomadas há pouco tempo e já se mostraram promissoras, sendo muito provável a entrega da primeira etapa dentro do prazo estipulado. “A medição da Caixa aponta que a obra está no ritmo estipulado. A Caixa só disponibiliza o pagamento para a continuidade dos serviços após a comprovação da execução das metas, atendimento do projeto e especificações técnicas. A segunda medição aponta um bom andamento das obras, o que indica que possivelmente poderemos ter esta obra concluída no primeiro semestre de 2020, caso não haja nenhum imprevisto até lá”, explicou.

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias