Lucélia: Presos responsáveis por rebelião são transferidos para o RDD

Policial


Os 15 presos identificados como responsáveis pela rebelião na Penitenciária de Lucélia foram internados em Regime Disciplinar Diferenciado (RDD), conforme informou na terça-feira (8) a Secretaria da Administração Penitenciária do Estado de São Paulo (SAP).
O motim na unidade prisional ocorreu no dia 26 de abril de 2018, durou quase 22 horas e fez três defensores públicos reféns. “A pasta informa que os 15 sentenciados identificados como responsáveis pelo movimento de indisciplina que resultou na rebelião, em abril de 2018 – após conclusão do Procedimento de Apuração Disciplinar –, foram internados em Regime Disciplinar Diferenciado, conforme decisão judicial, além de responderem a processo criminal e cível devido à falta disciplinar de natureza grave”, explicou a SAP em nota.
O RDD é o regime de prisão mais rígido permitido pela legislação brasileira. Nele, os presos ficam isolados em celas individuais e só têm direito a duas horas de banho de sol por dia. Também não têm acesso a TV, rádio, jornal ou revista, não contam com direito a visita íntima e não podem ter contato físico com os visitantes.
O prazo máximo de internação no RDD permitido pela legislação brasileira é de 360 dias.
No Estado, a única unidade que conta com o RDD é o Centro de Readaptação Penitenciária (CRP) de Presidente Bernardes.
A secretaria informou que também instaurou apuração para investigar eventuais responsabilidades funcionais no caso.
Ainda de acordo com a SAP, a reforma da Penitenciária de Lucélia foi concluída em novembro de 2018, sendo que o valor investido na obra foi de R$ 945.351,38. “A unidade encontra-se operando normalmente dentro dos padrões de segurança e disciplina. Todos os presos dispõem de boas condições e são assistidos em todas as suas necessidades básicas necessárias para o devido cumprimento da pena”, afirmou a SAP.
Atualmente, a população carcerária na Penitenciária de Lucélia é de 728 detentos, sendo que a capacidade é para 1.440 presos. A unidade também conta com uma Ala de Progressão Penitenciária com capacidade para 110 detentos, mas atualmente possui 113, segundo dados informados pela SAP.

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias