"FRAGMENTOS" DA HISTÓRIA DE TUPÃ

Geral


David de Castro (dacajur@hotmail.com)
servidor público municipal - 1973|2018

1.Comemoração familiar realizada em 25 de agosto de 1966, envolvendo a família do jornalista Aleixo Correa Neto, iniciador dos jornais Folha do Povo e Jornal da Região. O patriarca  discursa ouvido pelo  comunicador ícone do rádio de Tupã, Ronaldo Goy.
 2. Em 1960, então com área de 861 km², o recensea-mento geral indicava que Tupã tinha 56.466 habitantes, ou 68 habitantes por km². Já em 1º de julho de 1968, a população de Tupã, aferida pela [atual] Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE, atingia 66.671 pessoas, com densidade demográfica de 77 habitantes/km². [Foto Eduardo Dantas, Panorâmio]

2.1. Em 10 de fevereiro de 2002, a Fundação IBGE publicava a Resolução nº 5  atinente às áreas territoriais de todos os estados e dos  municípios brasileiros, pontuando que o Estado de São Paulo tinha área de 248.209,426 km² e Tupã 629,108 km². E com a área territorial do ex-distrito e atual município de Arco-Iris, Tupã tinha 861 km². Já a partir de 2017, a área foi oficializada nos atuais  627,986 km².

2.2. Tupã tinha em junho de 2007 um universo de 29.833 veículos registrados na Circunscrição Regional de Trânsito - Ciretran local. Destaques para 16.501 carros de passeio; 2.480 camionetes; 172 ônibus, 1.365 caminhões; 602 reboques; 8.708 motocicletas e 5 veículos diversos.
3. Rememoração dos movimentados Jogos Acadêmicos de Tupã - JATU, com as escolas superiores em funcionamento na cidade, em contendas interessantes e mesmo renhidas em diferentes modalidades. Na foto, a equipe de futebol de salão da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Tupã - FAFIT. De pé, Júlio Kondo [falecido], Bira (COPLAP), Osmar Ribeiro, o “Padre”, Wilson Pimentel, Florindo Pinato Neto. Agachados, Guilherme Oelsen Franchi, o “Peninha” , sargento Pacheco, José Antonio Ribeiro Neto, o “Zezinho” e o prof. Manoel Leonel de Paiva, o “Manezinho”.
4. Na foto, Boaventura Avelar Campos, avô da atriz Sonia Braga [à direita,com sua tia Nair]. Exerceu o cargo de bibliotecário da Prefeitura Municipal de Tupã, e sua aposentadoria ocorreu com o Decreto nº 346, de 31 de dezembro de 1949, editado pelo prefeito Alonso Carvalho Braga. Uma homenagem oficial foi prestada a ele, e com a Lei nº 2.372, a antiga Rua Olímpia, na Vila Santa Cecília, passou a ter a denominação de Rua Boaventura Avelar Campos.

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias