Economia: Petrobras aumenta preços da gasolina e gás de cozinha

Economia


11/10/2021 - Distribuidoras e postos de combustíveis de Tupã já estão repassando o reajuste de 7% no preço do gás de cozinha e do litro da gasolina anunciado pela Petrobrás na última sexta-feira, dia 8. Antes, já tinha sido anunciado aumento para o diesel.
De acordo com o comunicado da Petrobras, o preço médio de venda do GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), para as distribuidoras, passou de R$ 3,60 para R$ 3,86 por quilo, equivalente a R$ 50,15 por 13 quilos, refletindo reajuste médio de R$ 0,26 por quilo.
Segundo levantamento de preços realizado em revendedoras da cidade, o gás de cozinha que estava custando R$ 105,00 à vista, com retirada na loja, poderá ser encontrado hoje a R$ 112,00. No pagamento à vista e com entrega, o botijão de 13 quilos que estava custando R$ 112,00, já está sendo vendido a R$ 120,00. 
Gasolina

A Petrobras informou que para a gasolina A o preço médio de venda para as distribuidoras passará de R$ 2,78 para R$ 2,98 por litro, refletindo reajuste médio de R$ 0,20 por litro. 
Em Tupã, antes do reajuste, o litro do produto custava nos postos de combustíveis, de R$ 5,96 a R$ 6,10. Considerando a mistura obrigatória de 27% de etanol anidro e 73% de gasolina A para a composição da gasolina comercializada nos postos, a parcela da Petrobras no preço da gasolina na bomba passará a ser de R$ 2,18 por litro em média. Uma variação de R$ 0,15 por litro. 
A Petrobras explicou que realizou o ajuste no preço do gás de cozinha “após 95 dias com preços estáveis, nos quais a empresa evitou o repasse imediato para os preços internos da volatilidade externa causada por eventos conjunturais”. 
Segundo a Petrobras, esses ajustes são importantes para garantir que o mercado siga sendo suprido em bases econômicas e sem riscos de desabastecimento pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras: distribuidores, importadores e outros produtores, além da Petrobras. “E refletem parte da elevação nos patamares internacionais de preços de petróleo, impactados pela oferta limitada frente ao crescimento da demanda mundial, e da taxa de câmbio, dado o fortalecimento do dólar em âmbito global”, afirmou.

Diesel

E pela 12ª vez neste ano, a empresa anunciou um novo reajuste no preço do diesel. Na semana passada, o valor do litro subiu 8,9%, o que significa um aumento de 2% nas bombas. No dia 30 de setembro o litro do óleo diesel estava sendo vendido em Tupã a R$ 4,95. E quem trabalha diretamente no setor de transportes reclama da inconstância na taxação de preços e dos altos valores pagos na hora de abastecer.

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias

publicidade

publicidade