Corpo encontrado em represa era de uma gari da prefeitura

Policial


A Polícia Civil de Tupã conseguiu identificar no sábado o corpo encontrado em uma represa próxima ao trevo principal de Tupã. A mulher foi identificada como Cleide de Carvalho Silva. Ela era funcionária pública e trabalhava como gari na Prefeitura de Tupã.
A identificação foi possível após analise das impressões digitais.  A Polícia Civil, através da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), agora investiga a causa da morte.
Segundo informações, não havia sinais de agressão no corpo, e a principal linha de investigação é de um possível afogamento.
 
Encontro do corpo
O corpo de Cleide foi encontrado em estado avançado de decomposição em uma propriedade próxima ao trevo principal, zona rural de Tupã, na manhã de sexta-feira (10).
Segundo apurado, um morador da propriedade, ao fazer a vistoria de uma represa formada por águas de chuvas, encontrou o corpo e de imediato acionou a Polícia Civil. O corpo estava próximo à saída de água da represa.
A delegada Milena Davoli de Melo e o  delegado José Luiz Junqueira estiveram no local para dar início às investigações. 
Contudo, devido ao estado avançado de decomposição, no primeiro momento não foi possível identificar a vítima. Além disso, nenhum documento foi localizado no local.
O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Tupã, onde foram realizados exames para identificá-lo.

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias

publicidade