Covid-19: Município ainda espera pela publicação de ácordão

Geral


15/9/2020 - O município de Tupã ainda espera a publicação do acórdão proferido pelo TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo), que derrubou a liminar que autorizava o funcionamento das atividades econômicas, de acordo com decretos municipais, superando as medidas do Plano São Paulo. Isso pode acontecer a qualquer momento.
Vale lembrar que, com a publicação do acórdão, o município terá que cumprir as restrições impostas pela fase “amarela” do Plano São Paulo, alterando o funcionamento de alguns estabelecimentos comerciais. “Agora, pelo Plano São Paulo, os bares e restaurantes terão que fechar às 17 horas, mas se a região permanecer mais duas semanas na fase ‘amarela’, esse horário pode ser estendido até as 20 horas, que é basicamente como estamos funcionando no dia de hoje”, disse o secretário Municipal de Assuntos Jurídicos, João José Pinto.
O secretário explicou que provavelmente hoje, terça-feira, dia 15, poderá sair a publicação do acórdão, revogando os decretos municipais. “A partir disso, deixam de existir as regras que estávamos seguindo até agora, e passaremos a seguir o Plano São Paulo”, salientou. Nesse caso, o comércio pode ficar aberto por oito horas, bares e restaurantes até as 19 horas. Academias e salões de beleza podem ficar abertos com oito horas de funcionamento. “Como o Plano São Paulo não estabelece esse horário, vamos solicitar que os proprietários fixem em seus estabelecimentos o horário de funcionamento”, ressaltou.
Lojas do comércio, por exemplo, poderão funcionar das 9 às 17 horas.

Covid-19
O que determinará o funcionamento do comércio em Tupã será o controle da doença. Para conhecer o comportamento das infecções no município, a prefeitura tem realizado testagens em massa para elaborar estratégias contra o avanço da doença.
Segundo os dados da prefeitura, até o final da semana passada foram realizados 7.250 exames, o que corresponde a 11% dos moradores. Deste total, 6.423 (cerca de 88%) foram descartados.
A prefeitura também informou o resultado da sétima etapa da testagem em massa encerrada com 2.243 testes, com dados contabilizados desde o dia 23 de julho, registrando 23 casos positivos e 2.220 negativos.

Laboratório
Municipal
O diretor do Laboratório Municipal, Edi Carlos Iacida, disse que sua equipe tem trabalhado incansavelmente de domingo a domingo para tentar realizar as testagens no período de tempo mais rápido possível. “Hoje o laboratório se encontra com uma das melhores tecnologias para Covid, sem margem de dúvida, no Estado de São Paulo. Temos equipamentos com 100% de especificidade, sensibilidade e outras metodologias para confirmação”, afirmou.
Iacida explicou que o laboratório possui três tipos de métodos que podem rastrear dúvidas ou complicações de resultados. “Isso só se encontra em laboratórios de grande porte e de grandes centros. O resultado da Covid (para uma pessoa sozinha) sai em 40 minutos. Em uma testagem em massa isso demora um pouco mais pela quantidade de pessoas que são testadas”, disse. “Várias cidades vieram ver nossa tecnologia, copiar nosso modelo de trabalho e tudo isso é um conjunto entre Secretaria de Saúde e prefeitura”, concluiu.

Saúde

O secretário Municipal de Saúde, Miguel Ângelo de Marchi, explicou que o resultado dos testes mostra uma realidade do município em relação à transmissão da doença. “Se a cada 2 mil testes, temos cerca de 25 casos positivos, vamos colocar isso em uma proporção para a população sobre quantos estão realmente contaminados”, afirmou. “Para cada contaminado você tem em torno de três a quatro outros contaminados que não foram notificados, que não fizeram exames, não sentiram nada, ou se sentiram não foram procurar atendimento. Se temos um total de 802 casos com certeza você pode colocar em torno de uns 3 mil portadores do vírus em nosso município. Isso é um número grande, mas não se transformou em grandes internações”, completou.
Segundo o médico, os óbitos acometeram pes-soas que não tinham capacidade física para reagir ao tratamento. Os dados da população de Tupã são os dados da população mundial. Por isso temos que seguir aquilo o que se faz no mundo inteiro”, disse o secretário, ao destacar que os casos e internações graves da doença estão diminuindo, porém, as contaminações familiares estão aumentando.

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias

publicidade