Clealco: Justiça homologa plano de recuperação judicial

Geral


A Justiça homologou o plano de recuperação judicial da Clealco no dia 30 de maio. Para quitar a dívida que possui com seus credores, a companhia iniciou o processo de venda da UPI (Unidade Produtiva Independente), da cidade de Queiroz, como principal opção de pagamento. A unidade tem capacidade de moagem de 4,5 milhões de toneladas e está em plena operação no ciclo 2019/2020. 

Com a medida, a Clealco pretende cumprir as cláusulas previstas no plano homologado. O plano de recuperação judicial da companhia foi aprovado em assembleia geral de credores no dia 2 de maio.
Com a decisão judicial, a companhia tem concedida sua recuperação judicial na forma da lei 11.101/2005. 
A Cleaco destacou, em nota, que na safra 2019/2020 tem apresentado resultados positivos em eficiência industrial e produtividade agrícola, já tendo moído, até o mês de maio, mais de 1,5 milhão de toneladas de cana-de-açúcar.  A previsão é finalizar o atual ciclo produtivo com a moagem de 4,2 milhões de toneladas.  
A Clealco reitera a confiança em sua capacidade operacional e na competência de toda a sua equipe, que tem demonstrado grande empenho na busca dos melhores resultados, para que possa cumprir integralmente as obrigações previstas no plano.

Crise

A crise financeira da Clealco trouxe reflexos para a economia rural em toda a região, com o não pagamento dos arrendamentos e devolução de terras. O grupo hoje opera somente com a unidade de Queiroz, quando num passado não muito distante tinha planos para implementar seis unidades, inclusive uma em Tupã, onde já tinha até área disponível. “O problema é que a empresa devolveu a terra que estava arrendada, não pagou o que devia e deixou tudo como estava, ou seja, vamos ter que refazer toda a cerca”, disse um proprietário rural.

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias

publicidade