Chance de eliminação faz São Paulo planejar a utilização do time titular hoje contra o 4 de Julho d

Esportes


8/6/2021 - Terminou no São Paulo (por ora) a política de “duas equipes”, usada enquanto o time se dividia entre Paulistão e Taça Libertadores da América. Para a partida desta terça-feira no Estádio do Morumbi, às 19 horas, contra o 4 de Julho do Piauí, que vale vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil, o plano é usar a “força máxima” disponível.
Mas o tricolor tem desfalques. Além das ausências de Liziero e Robert Arboleda, convocados pela seleção olímpica do Brasil e do Equador, a comissão técnica ainda não deve contar com Martín Benítez, Daniel Alves e, provavelmente, também Luan.
O São Paulo deve ir a campo com uma boa parte da base derrotada no sábado pelo Atlético Goianiense. A definição dos titulares partirá do trabalho realizado ontem, que contou com o retorno do técnico argentino Hernán Crespo. O treinador ficou fora da viagem a Goiânia por apresentar sintomas de gripe, embora tenha testado negativo para a Covid-19.
Na atividade de domingo, a primeira após o jogo contra o Atlético Goianiense, somente quem não começou atuando foi a campo, casos de nomes como Pablo, Igor Gomes, Emiliano Rigoni e William. Ontem, o São Paulo começou a se desenhar taticamente e ensaiar os 11 para o duelo decisivo.
O São Paulo precisa obrigatoriamente de uma vitória por dois gols de diferença para evitar a eliminação para a equipe da Série D do Campeonato Brasileiro. Na ida, quando usou uma equipe majoritariamente reserva, o 4 de Julho venceu por 3 a 2, no Piauí.
No total, o São Paulo encarou o 4 de Julho sem 17 nomes. Além das ausências de Liziero, Robert Arboleda, Martín Benítez e Daniel Alves, a equipe não contou com Tiago Volpi, Igor Vinícius, Bruno Alves, Miranda, Léo, Reinaldo, Luan, Rodrigo Nestor, Gabriel Sara, Igor Gomes, Pablo, Luciano e Joao Rojas.
Contra o 4 de Julho, na ida, Hernán Crespo entrou em campo com Lucas Perri, Orejuela, Rodrigo Freitas e Diego Costa; Galeano, Hernanes, William, Shaylon e Welington; Éder e Vitor Bueno. O treinador ainda levou a campo Talles Costa e Nathan no segundo tempo.
A classificação, além de amenizar um princípio de crise pelo fator surpresa, também serve como alento financeiro.
Em caso de vaga na fase oitavas de final, o São Paulo soma R$ 2,7 milhões de premiação. Só por estar na terceira fase, o time ganhou R$ 1,7 milhão de bonificação.

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias

publicidade