BUXIXO

Política


Vendo
Somente para quem conhece e admira arte antiga, vendo uma máscara única de Tutankamon, faraó egípcio que viveu de 1346 a.C. a 1327 a.C., sendo o mais famoso dos reis, tendo morrido aos 19 anos. A peça foi doada pelo Museu Egípcio, vindo diretamente do Cairo. Quem não sabe o valor dessa peça, favor não importunar.
 
Inquérito administrativo
O prefeito José “D-20” Raymundo mandou abrir um inquérito administrativo, que corre em sigilo absoluto, com prazo de 10 horas para a conclusão do relatório, para que sejam apuradas as circunstâncias da ofensa ao princípio de autoridade, com a postagem de uma foto de um cavalo amarrado ao palanque do cacique, defronte da “Grande Oca Branca”, sugerindo que ele deveria utilizar o animal para suas andanças pela aldeia. 
O cacique quer a identidade do animal, com RG e CPF, nome do dono, além de informações sobre quem teve a infeliz ideia de levar o animal para a praça, amarrá-lo, tirar uma foto e postar nas redes sociais, o que viralizou geral, com 2.674.821 visualizações.
Seja lá quem for, doa a quem doer, o autor da agressão à autoridade será punido exemplarmente, podendo inclusive sofrer a pior punição, que é ser degredado da aldeia. Já tem gente empacotando todas as tralhas em casa.
Tudo isso poderá ser evitado, se o cavalo for devolvido.
 
Reunião tribal
Pela primeira vez na história, representantes da Aldeia Vanuíre, localizada no Bairro Ponte Alta, no vizinho município de Arco-Íris, participaram de uma reunião na “Caixinha Azul”. Insatisfeitos com o governo de Tupã, os índios alegam exploração do homem branco ao usar o nome da aldeia para fazer política e ganhar dinheiro. Os índios disseram que já se cansaram de ser enganados com “espelhos” e outras bugigangas. Agora, eles querem o que lhes pertence, que é o respeito às suas tradições e cultura. Os índios solicitam ainda a retirada do boletim de ocorrência na CPJ, um pedido de desculpas ou a saída do secretário Renato “Espinho” Rosa.
 
Agrishow
Políticos visitaram a Agrishow, na cidade de Ribeirão Preto, mas voltaram de mãos vazias. O principal motivo que levou a comitiva a visitar a maior feira  agrobussines do Brasil, foi a proposta de comprar um trator para o prefeito, já que a juíza proibiu a compra de uma caminhonete. Certamente, um trator poderá ser mais fácil para se locomover nas enchentes e passar pelos buracos das ruas. E ainda tem a facilidade de poder ser usado pela equipe do Almoxarifado, quando o prefeito não estiver viajando.
 
Vagas
O Conselho Municipal de Trânsito estuda a possibilidade de criação de uma lei especial para regularizar o estacionamento de cavalos, burros e jumentos na vaga exclusiva de secretários, prefeito, vice e vereadores. Na semana passada, um cavalo foi flagrado amarrado na vaga do prefeito. Vai que a moda pega.
 
Tupã é para os fortes
Não tem sido fácil morar em Tupã em meio a tantas pataquadas. A última foi a construção de uma faixa elevada na Rua Marília com a Rua Osvaldo. Na verdade, o dispositivo parece mais um grande quebra-molas. O problema é que a faixa elevada tem preocupado os moradores. Eles temem um novo período de chuvas e acreditam que o nivelamento da água com a faixa elevada poderá inundar as empresas da região. Depois de ouvidos os moradores, a conclusão pode ser de que a faixa elevada deve ser totalmente refeita. Mais uma vez, a aldeia se depara com a falta de planejamento nas obras realizadas e desperdício do dinheiro público. Sim, porque tudo tem um custo.
 
Pé no freio
Um memorando, assinado pelo cacique, começou a circular na “Casa Branca” e adjacências, alertando todos para que adotem medidas de contenção de despesas urgente. Cada um terá que adotar medidas de forma que seja possível diminuir as despesas mesmo as mais simples. A recomendação é para que cada um leve ao trabalho o seu pedacinho de papel higiênico para uso pessoal, tubinho com álcool gel, garrafinha com água e recipiente térmico com café ou chá. Também é importante deixar as cortinas abertas, aproveitando a luminosidade natural e as janelas abertas, economizando energia com os aparelhos de ar-condicionado. As medidas devem ser adotadas por tempo indeterminado.
 
Perguntas que esperam respostas
- Afinal, a “montanha russa” da Rua Marília está dentro dos padrões do Contran?
- Por que não vai ter mais o concurso para agente de endemias?
- Será que tem nepotismo na “Casa Branca”?
- Por que tem tanto professor entrando com ações contra a “Casa Branca”?
- Você já consultou o portal dos conselhos municipais?
- Por que tem funcionário da “Casa Branca” que, tendo direito não recebe a insalubridade, ao mesmo tempo que alguns, não tendo direito, recebem?
- Qual proposta a maior parte dos servidores vai escolher, dentre as duas apresentadas pelo prefeito?
- O pessoal das casas terapêuticas já estão recebendo o auxílio alimentação?
- Será que finalmente as obras paradas agora serão concluídas?
- Quando serão liberadas as verbas para as obras do turismo?
- O novo Country já ficou pronto?
 
Frase da semana
“Índio não quer apito”.
(na sessão da última segunda-feira da “Caixinha Azul”)

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias