‘AEDES AEGYPTI’: Novo modelo de combate à dengue criado no município completa dois anos

Geral


11/6/2021 - Em 2019, Tupã passou pela maior epidemia de dengue da história, registrando quase 5 mil casos da doença em apenas 2 meses. Para reverter este cenário, o prefeito Caio Aoqui, que assumiu o comando do Poder Executivo no final de maio do mesmo ano, determinou inúmeras mudanças na frente de combate à dengue no município.
Após convocar Marco Antônio de Barros para comandar os trabalhos do até então recém estruturado Departamento de Entomologia e Endemias, o chefe do Executivo intensificou os investimentos nos equipamentos usados, aplicando ao longo de 2019 e 2020 mais de R$ 55.000,00 para a compra de máquinas de nebulização e produtos biológicos para o controle de focos do “Aedes aegypti”.
Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde, a nova estruturação dos trabalhos, que foi implantada no dia 5 de junho de 2019, imediatamente mostrou resultados positivos. Em junho, Tupã havia confirmado 702 novos casos da doença e, em julho, já com os novos trabalhos em prática, os números caíram para 88 casos registrados, redução de 87,46%.
Para melhorar as atividades de visitas casa a casa, trabalho fundamental no controle do “Aedes aegypti” dentro das residências, também foram contratados mais 7 agentes de combate a endemias e também 19 agentes comunitários de saúde para cobrirem as micro áreas do município que estavam descobertas.
O diretor do Departamento de Entomologia e Endemias, Marco Antônio de Barros, contou que toda a reestruturação da frente de combate ao mosquito “Aedes aegypti” fez com que os casos da doença reduzissem. “Foi fundamental o Poder Executivo compreender que era necessário atualizar as ações realizadas para conter os casos de dengue e intensificá-las. Conseguimos notar que após toda a reestruturação, os casos só diminuíram e, a partir disso, com ações eficazes, mantivemos a execução dos trabalhos sem precisar modificar mais nada”, disse.
Marco Antônio ainda enfatizou o período da pandemia da Covid-19, mostrando que, mesmo neste período, os trabalhos se mantiveram firmes. “Não diminuímos a constância dos trabalhos, pois não podíamos permitir que o cenário de 2019 se repetisse. Pelo contrário, intensificamos ainda mais e os números provam isto”, ressaltou.
Na página do site oficial da prefeitura, onde a população pode acessar os relatórios relacionados às ações de combate à dengue na cidade, é possível observar o avanço das ações do departamento. As visitas casa a casa, por exemplo, de 2019 para cá apresentaram aumento. Em 2019 foram realizadas 119.118 visitas, em 2020 houve um aumento de 13,58%, com 135.291 visitas realizadas. “E de 1º de janeiro a 2 de junho deste ano, as equipes já realizaram 70.564 visitas, mais da metade do número de visitas realizadas no ano passado”, apontou Marco Antônio.
O prefeito Caio Aoqui agradeceu os trabalhos do departamento e disse que o combate à dengue não vai parar. “Conseguimos com muito esforço controlar a epidemia de 2019 e reduzir cada vez mais os casos de dengue no município, e continuaremos nesta linha, mantendo a população de Tupã protegida”, disse.
O vice-prefeito Renan Pontelli também agradeceu os esforços do departamento e disse que, graças ao trabalho árduo e contínuo das equipes, o sistema de saúde da cidade encontra-se desafogado. “É assustador imaginar que se o cenário da epidemia de 2019 se repetisse junto à pandemia da Covid-19, estaríamos com sérios problemas no sistema de saúde de Tupã. Mas. graças à reestruturação dos trabalhos, feita pelo prefeito Caio Aoqui há 2 anos, podemos ficar tranquilos quanto a isso”, concluiu.

Sua notícia

Esta área é destinada para o leitor enviar as suas notícias e para que possamos inserí-las em nosso portal. Afim, da população ter informações precisas e atualizadas sobre os mais variados assunto

Envie a sua notícia por e-mail:

Todas as notícias

publicidade